ARQUIBANCADA: FLAMENGUISTAS E COLORADOS ENGROSSAM CORO DE TORCIDAS CONTRA BOLSONARO

Depois dos corintianos da Gaviões da Fiel, dos santistas da Torcida Jovem e de torcedores palmeirenses lançarem manifestos contra a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL-RJ) à Presidência da República, torcedores do Flamengo (RJ) e do Internacional (RS), também demonstram e aumentam o coro contra o representante da extrema-direita, que até agora lidera as pesquisas de intenção de voto.


A torcida do Flamengo é a mais popular do país. Ela abrange todos os segmentos sociais, desde homens e mulheres, brancos e negros, jovens e idosos, pobres e ricos. Representamos o povo brasileiro na sua essência. Nesse sentido, é inaceitável qualquer declaração preconceituosa manifestada por Bolsonaro e seu vice, Mourão, sobretudo ao que tange a população mais pobre, negra e as mulheres, mães e avós“, inicia seu comunicado o coletivo Flamengo Antifascista.

O manifesto ressalta também que o programa de governo do candidato “significa empurrar mais ainda a população mais pobre para a miséria, destruindo a frágil estrutura de assistência social existente no país” lembrando que a mesma plataforma neoliberal aplicada na Argentina por Maurício Macri está levando o país vizinho a “uma crise social sem precedentes.

Por sua vez, torcedores colorados tomaram a iniciativa de também lançar um manifesto, na quarta-feira (19) repudiando declarações e o perfil autoritário de Bolsonaro: “o que chama a atenção é que o candidato que lidera as pesquisas é recorrente em declarações preconceituosas e demonstra o maior desprezo pela democracia“, afirma o coletivo Inter Antifascista.

Sem citar propostas de governo, o comunicado lembra que o time do Internacional foi fundado e, em seus primeiros anos, jogou num bairro de maioria negra, próximo a comunidades quilombolas de Porto Alegre, o que lhe deu origem à alcunha de “Clube do Povo”. “É uma incoerência que um colorado, que conhece e admira a história de seu clube, apoie um candidato que coleciona episódios de racismo”, alerta.

O movimento de torcidas organizadas de alguns dos principais clubes de futebol do país ganhou força depois que, também na última quarta-feira, o presidente da Gaviões, Rodrigo Gonzalez Tapia, o Digão, manifestou-se contra Bolsonaro em suas páginas nas redes sociais. Ele afirmou que os associados apoiadores do candidato da extrema-direita “podem se retirar da torcida”.

Fonte: RBA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s