COMO ALGUÉM QUE CHAMOU IMIGRANTES DE ESCÓRIA PODE LEVANTAR A TAÇA DO PALMEIRAS?, DIZEM TORCEDORES SOBRE BOLSONARO

Palmeirenses destacam história do time fundado por imigrantes italianos em 1914.

O Palmeiras conquistou o título de campeão brasileiro neste domingo (2) no no Allianz Parque, após bater o Vitória por 3 a 2 na última rodada da competição. Os jogadores recebeu medalhas das mãos do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que participou da cerimônia no gramado com os atletas e também ergueu o troféu.
A presença de Bolsonaro dividiu a torcida. Nas redes sociais, há palmarenses indignados. “O protagonismo do Bolsonaro na festa do deca do Palmeiras não condiz com a história do clube formado por imigrantes. Culpa do próprio clube e da CBF”, diz o jornalista da ESPN Roque Marques. “O fato da família dele ter nascido na Itália não muda nada, pelo contrário, torna ainda mais lamentável a postura dele com imigrantes – que ele chamou de escória.”
Em uma entrevista de 2015, Bolsonaro disse que os refugiados que chegam ao Brasil são “escória do mundo” durante entrevista ao jornal Opção, de Goiás. ““Não sei qual é a adesão dos comandantes, mas, caso venham reduzir o efetivo [das Forças Armadas] é menos gente nas ruas para fazer frente aos marginais do MST, dos haitianos, senegaleses, bolivianos e tudo que é escória do mundo que, agora, está chegando os sírios também. A escória do mundo está chegando ao Brasil como se nós não tivéssemos problema demais para resolver”, disse à época.
“Independentemente da ideologia política, é inadmissível o Palmeiras dar tamanho protagonismo a um político que nunca fez nada para o clube. Tamanha subserviência ao poder a troco de quê? É inadmissível o que a diretoria do Palmeiras está permitindo no gramado do estádio”, afirmou o jornalista Diego Iwata Lima.
Há torcedores defendendo o cancelamento no programa sócio-torcedor Avanti Palmeiras.
Higor Ricardo@hgrcrd

O Palmeiras foi perseguido e acusado de fascista. E agora recebem um no estádio, na festa, na foto do título. E voltamos a ser chamados de fascistas. Quem não conhece a própria história está fadado a repeti-la. Eu vou viver pra ver esse rótulo ser rasgado. NÓS NÃO SOMOS ISSO!

Gabriel Amorim@gabrilamorim

Dividiram a torcida do Palmeiras na hora de comemorar um título. É um erro imperdoável. Representam milhões. Tão de sacanagem com a história do clube. Chega a ser inacreditável.

Diego Iwata Lima@DiegoMarada

Independentemente da ideologia política, é inadmissível o @Palmeiras dar tamanho protagonismo a um político que nunca fez nada para o clube. Tamanha subserviência ao poder a troco de quê? É inadmissível o que a diretoria do Palmeiras está permitindo no gramado do estádio.

Roque Marques
@roque_mn

O protagonismo do Bolsonaro na festa do deca do Palmeiras não condiz com a história do clube formado por imigrantes. Culpa do próprio clube e da CBF.

William De Lucca
@delucca

Amo o Palmeiras minha própria vida, mas esta festa não é minha. Não comemoro com fascistas que em nada tem a ver com a história da Sociedade Esportiva Palmeiras convidados por engravatados que amanhã não serão nem lembrados em nossa história. Minha festa é com a torcida!

Rodrigo De Giuli@rldgp

Grazideca@_grazisep

Murilo Cleto

Pra registro: me sinto envergonhado pela presença desse oportunista vagabundo no gramado em que já pisaram Ademir da Guia, Marcos, Leivinha, Dudu e Edmundo. Jair Bolsonaro nunca representou absolutamente nada do que significa o Palmeiras.
Obrigado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s