Depois de negar a educação superior como direito universal e levar adiante um projeto que tira crianças da escola, por meio do homeschooling, em que as crianças são educadas pelos pais, e não pelos professores, o colombiano Ricardo Vélez Rodriguez, ministro da Educação, agrediu Leonardo Boff, um dos maiores intelectuais brasileiros. “Leonardo Boff, volte para a Coréia do Norte, que é o único lugar em que esse marxismo-leninismo de botequim ainda é consumido“, postou ele no twitter.

Antes, Boff havia dito que os alunos brasileiros não merecem ter como castigo um ministro de tão baixo nível como Vélez Rodriguez. “O seu trabalho é desmontar a educação com projetos estapafúdios, negando toda a nossa tradição. Deveria voltar para sua Colômbia. O sr não é conservador. É atrasado no dizer de S.B. de Holanda. Nossos alunos/as não merecem esse castigo“, apontou.

Confira, abaixo, os tweets de ambos:

Ricardo Vélez

@ricardovelez

–> Leonardo Boff, volte para a Coréia do Norte, que é o único lugar em que esse marxismo-leninismo de botequim ainda é consumido.

—————————————————————–

LeonardoBoff Respondendo a @ricardovelez

–> O seu trabalho é desmontar a educação com projetos estapafúrdios, negando toda a nossa tradição. Deveria voltar para sua Colômbia. O sr não é conservador. É atrasado no dizer de S.B. de Holanda. Nossos alunos/as não merecem esse castigo.

Fonte: Brasil 247
Anúncios