Datafolha? Não vou perder tempo para comentar pesquisa do Datafolha, que diz que eu ia perder para todo mundo no segundo turno

A infantilidade da postagem fez com que outros seguidores falassem para “Carlos largar o celular”, em referência ao filho vereador e digital influencer do presidente, Carlos Bolsonaro. Boulos comentou: “Pesquisa foi generosa com você”

Sem “perder tempo” para comentar a pesquisa Datafolha a jornalistas, Jair Bolsonaro (PSL) usou sua conta no Twitter neste domingo (7) para ironizar um recorte do levantamento, que mostra que, entre os pesquisados, ele é menos inteligente que o ex-presidente Lula e a ex-presidenta Dilma Rousseff, ambos do PT. “Kkkkkkk”, tuitou Bolsonaro, com a imagem do recorte.
Criticado pelo jornalista e ambientalista Dener Giovanini, que mantém um blog no site do jornal O Estado de S.Paulo, Bolsonaro teve tempo de rebater o tuíte – em que é chamado de “ser desprezível”. “Kkkkkkkk… mais amor, jornalista do Estadão! Kkkkk”, comentou, antes de mandar um “oizinho” para outra seguidora.
Leia também: Bolsonaro tem pior avaliação entre presidentes de 1º mandato; no Sudeste 59% já se arrependeram
A infantilidade das postagens fez com que outros seguidores falassem para “Carlos largar o celular”, em referência ao filho vereador e digital influencer do presidente, Carlos Bolsonaro.
Guilherme Boulos, do PSol, também comentou a publicação de Bolsonaro. “Com essa reação estúpida, só mostra que a pesquisa foi generosa com você”, tuitou.

Jair M. Bolsonaro

Ver imagem no Twitter

Guilherme Boulos

Com essa reação estúpida, só mostra que a pesquisa foi generosa com você.
Pior avaliação entre estreantes
Antes, Bolsonaro havia afirmado que não iria “perder tempo” em se manifestar sobre a pesquisa do Datafolha, que registra a pior avaliação após três meses de governo entre os presidentes eleitos para um primeiro mandato desde a redemocratização de 1985.
“Datafolha? Não vou perder tempo para comentar pesquisa do Datafolha, que diz que eu ia perder para todo mundo no segundo turno”, afirmou Bolsonaro na saída do Palácio do Alvorada.
“Tem um item lá de que Lula e Dilma são mais inteligentes do que eu. Valeu, Datafolha”, disse ainda o presidente.
Segundo a pesquisa, 58% dos entrevistados consideram o capitão reformado muito inteligente, ante 39% que o consideram pouco inteligente.
A comparação com os ex-presidentes petistas Lula e Dilma Rousseff também se refere ao período equivalente, ou seja, os três primeiros meses do primeiro mandato de cada um.
Na pesquisa realizada em 31 de março e 1ª de abril de 2003, 69% dos entrevistados consideravam Lula muito inteligente, e 24%, pouco inteligente.
O levantamento de 15 e 16 de março de 2011, no início do primeiro mandato de Dilma, apontou que 85% dos entrevistados consideravam a então presidente muito inteligente, e 9%, pouco inteligente.
A pesquisa Datafolha divulgada neste domingo aponta que 30% dos brasileiros consideram o governo de Bolsonaro ruim ou péssimo, índice semelhante ao daqueles que consideram ótimo ou bom (32%) ou regular (33%). Não souberam opinar 4% dos entrevistados.

Fonte: Revista Fórum

Anúncios