Infelizmente a Maçonaria brasileira regrediu no seu modo de agir politicamente, e o que antes era feito de modo discreto e com base nos princípios que norteiam a Sublime Ordem, hoje é feito de modo escancarado e geralmente para atender interesses imediatos de alguma Obediência ou de seus dirigentes.

Na reportagem a seguir, é possível saber que o general que hoje teve sua casa vasculhada por ordem judicial de busca, não foi iniciado na Ordem Maçônica (talvez por que não quis), mas que tem uma proximidade enorme com os maçons do Grande Oriente do Distrito Federal, que de forma patética, emprestaram apoio ao dito militar, que desafia a todos que não concordam com seus retrógrados pensamentos, que atenta contra a ordem democrática já fragilizada do Brasil, sem fazerem a reflexão básica: ser contra a Democracia, apoiar a volta de Ditadura (como insinua o general) e desrespeitar e querer o fim das instituições da República, NADA tem de maçônico, NADA tem de Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
Leia abaixo a reportagem publicada no site do Grande Oriente do Distrito Federal, que relata a visita do general em campanha, oportunidade em que os maçons equivocadamente hipotecaram apoio ao mesmo. Leia e tire suas conclusões:

General Paulo Chagas na Loja “Aleijadinho”

17/08/2018 – 00h00
 No dia 15 de agosto de 2018, quarta-feira, o Templo Nobre do Grande Oriente do Distrito Federal abrigou histórica Sessão Magna Pública, presença do Grão-Mestre Distrital, Irmão Lucas Galdeano, quando dezenas de Irmãos, cunhadas e convidados tiveram a oportunidade de ouvir as principais propostas do General Paulo Chagas, candidato ao Governo do Distrito Federal.
O evento foi uma iniciativa dos Irmãos da Loja ANTÔNIO FRANCISCO LISBOA — o Aleijadinho — n3.793, liderados pelo Venerável-Mestre, Irmão João Vicente. Além do Grão-Mestre Distrital, prestigiaram a Sessão o Presidente da Assembleia Distrital Legislativa (ADL), Irmão Osvaldo Joaquim de Souza e diversas outras autoridades maçônicas.
                                                       
                        
Em sua breve explanação inicial, o General Paulo Chagas expôs sua visão de conjuntura, enfatizando seu compromisso de gestão pública com valores absolutamente aderentes ao ideário maçônico, com destaque para:
  • Democracia Liberal e Republicana.
  • Justiça, Legalidade e Legitimidade.
  • Cidadania e Civismo.
  • Respeito à Vida, à Família e à Diversidade.
  • Honestidade, Ética e Transparência.
A seguir, colocou-se à disposição para responder às perguntas, ocasião em que compartilhou, comos presentes, as angústias e inquietações que movem os eleitores, na esperança de dias melhores para os habitantes do Distrito Federal.O candidato foi aplaudido diversas vezes, em franca demonstração de apoio às suas propostas, princípios e ideais.

Ao final da Sessão, o Grão-Mestre Distrital, Irmão Lucas Galdeano, agradeceu a presença do convidado de honra e informou que, neste ano, não há Maçons concorrendo ao Palácio do Buriti, o que lhe permite declarar seu, particular apoio ao General Paulo Chagas e desejar sucesso nessa difícil empreitada. A seguir, aproveitou a magnitude da Sessão para agraciar o Venerável-Mestre, Irmão João Vicente, com a Medalha Comemorativa dos 47 Anos do GODF, pelos relevantes serviços prestados à Família Maçônica do Distrito Federal.

Fotografia: Ir. William Salvaterra

Anúncios