Nesta segunda-feira da Semana Santa, choramos com o povo da França e com as pessoas ao redor do mundo com a notícia de que a Catedral de Notre Dame, em Paris, sofreu um incêndio catastrófico hoje.
Já no quarto século, os cristãos se reuniram no local para orar, celebrar a missa e erguer suas vozes em música.

Construção da catedral gótica começou em 1163, durante o reinado do rei Luís VII, e foi concluída em 1345.

A melhor arquitetura, arte e música foi investida em um espaço sagrado que afirmou a glória de Deus por mais de 800 anos.

Tragicamente, a Catedral, que testemunhou o martírio nas chamas do Grão-Mestre Templário Jacques DeMolay em 1314, e sobreviveu à Revolução Francesa e a duas Guerras Mundiais, agora foi devastada pelo fogo – um incêndio acidental, tanto quanto sabemos neste estágio inicial.

A liturgia da Semana Santa nos lembra que a tragédia mais profunda pode ser o ponto de partida para a expressão mais gloriosa da nova vida. Oramos para que Notre Dame se levante das cinzas.


ME SK Leonardo H. Sant’Anna,
GCmtAdj da Grande Comanderia de Cavaleiros Templários do Braisl

Anúncios