Temendo o avanço das investigações sobre o caso Marielle, um grupo de seis deputados da bancada bolsonarista entrou com pedido de impeachment contra o governador Wilson Witzel. Bolsonaristas o acusam de agir, por meio de seu secretário Lucas Tristão, para embaraçar as atividades dos parlamentares.

Temendo o avanço das investigações sobre o caso Marielle Franco, um grupo de deputados estaduais do Rio de Janeiro ligados a Jair Bolsonaro entrou nesta terça-feira (18) com pedido de impeachment contra o governador Wilson Witzel (PSC).
A bancada bolsonarista acusa Witzel de crime de responsabilidade, por supostamente agir, por meio de seu secretário Lucas Tristão, para embaraçar as atividades dos parlamentares.
No documento, assinado pelos deputados Doutor Serginho, Renato Zaca, Anderson Morais, Filippe Poubel, Coronel Salema e Márcio Gualberto, Wilson Witzel é acusado de agir com “ingerência” junto às investigações do caso Marielle Franco, promovendo, segundo eles, vazamentos seletivos de informações de maneira a comprometer, sobretudo, a família de Jair Bolsonaro – que foi arrolado no pedido como testemunha de acusação.

Fonte: Brasil 247

Anúncios