Tite e Marquinhos se recusam a cumprimentar Bolsonaro em premiação da Copa América

Treinador e zagueiro ignoraram a presença do presidente na entrega das medalhas

O técnico da seleção brasileira não fez o mínimo esforço para parecer cordial com o presidente da república. Ao se dirigir para receber a premiação pela conquista da Copa América, Tite cumprimentou as autoridades ali presente, mas não estendeu a mão para Jair Bolsonaro. Quem teve a mesma atitude do treinador foi o zagueiro Marquinhos.
Imagens da transmissão mostram os dois integrantes da seleção brasileira passando indiferentes por Bolsonaro. No caso de Tite, o presidente teve que se esforçar para chamar atenção do técnico.
A atitude dos integrantes da seleção brasileira gerou uma série de comentários nas redes sociais.

Vídeo incorporado
Lindbergh Farias

O carinho do torcedor com um presidente patético, incompetente e grotesco. E tome vaia no Bozo!

Vídeo incorporado
joão abel @joaoabel_

Halyne Marques @DraHalyne

Ele esticou a mão o fagner olhou e andou Ahahahahahahahahahaha

E o Tite tbm não deu atenção o Bostossauro até se esticou mas ele não abraçou não

Ver imagem no Twitter

Ver imagem no Twitter
Mário Magalhães

Marquinhos no instante em que passa batido por Bolsonaro. Aproveitar êxitos esportivos alheios para autopromoção política é atitude de governantes autoritários e líderes de ditaduras.

Redação Direto da Redação da Revista Fórum.
Anúncios