Apoiadora de Bolsonaro, Ysani Kalapalo, da aldeia Tehuhungu, diz que incêndios na Amazônia “na verdade” são frutos das queimadas que os indígenas fazem nas roças para iniciar o plantio de mandioca

Vereador licenciado da Câmara do Rio, Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) divulgou um vídeo no Twitter na noite desta quarta-feira em que a youtuber indígena Ysani Kalapalo, da aldeia Tehuhungu, do Mato Grosso, assume a culpa, em nome dos indígenas, pelas queimadas na Amazônia.

INSCREVA-SE para receber conteúdos exclusivos da entrevista do Rovai com o presidente Lula

É muito importante porque existe muito fake news dizendo sobre as queimadas, que é culpa do governo Bolsonaro, que entrou e tá queimando tudo. Não existe isso daí. A nossa cultura é fazer roça, para plantar mandioca e outras coisas. Isso faz parte da nossa cultura: queimar a roça, para que a gente possa limpar e plantar alguma coisa lá. Não é porque entrou nosso governo que tá queimando tudo. Nessa época do ano, quente, sempre houve queimada para queimar roças”, diz Ysani Kalapalo no vídeo divulgado pelo filho de Bolsonaro. “Isso faz parte. É normal. É tudo exagero da mídia”, diz ela.
@CarlosBolsonaro
A verdade sobre a Amazônia / The truth about the Amazon.
Vídeo incorporado

A youtuber indígena também critica o cacique Raoni, líder indígena da etnia caiapó conhecido mundialmente pela sua luta pela preservação da Amazônia, que é cotado para receber o Prêmio Nobel da Paz.
Raoni solicita, reivindica coisas para a comunidade dele. Ele prioriza o povo dele. Claro, como todo povo indígena aqui do Xingu”, diz a youtuber da aldeia Tehuhungu, uma das mais alinhadas com Jair Bolsonaro e que se define em seu site como “um grupo de indígenas que moram na cidade, que preocupados com o futuro de nossa herança e cultura indígena, resolvemos criar o Aldeia Turismo”.

Anúncios