Não se alegre muito não, maçom brasileiro! Nossa maçonaria tradicional continua omissa frente aos maiores problemas sociais de nosso país.

O texto a seguir foi extraído do site da Federação Francesa da Ordem Maçônica Mista Internacional ‘DIREITO HUMANO‘, que a exemplo de outras Potências Maçônicas internacionais, está preocupada com a situação da pobreza e do trabalho infantil, agindo para erradicá-la, e não mitigar sob o manto da “caridade“.

Neste Dia internacional do Trabalho, é muito importante que relembremos a Campanha lançada em outubro do ano passado pela Federação Maçônica Direito Humano.

Dia Internacional pela Erradicação da Pobreza no Mundo

https://facebook.com/FederationFrancaise.LEDROITHUMAIN
https://twitter.com/LeDROITHUMAIN_F

O acesso a serviços sociais de qualidade deve ser uma prioridade, embora hoje quase dois terços das crianças não tenham proteção social“.
Antonio GUTERRES Secretário Geral das Nações Unidas.

As crianças suportam o peso da pobreza.

Segundo um relatório das Nações Unidas, mais da metade dos 1,3 bilhões de pessoas identificadas como pobres são crianças com menos de 18 anos e cerca de um terço tem menos de 10 anos. A grande maioria dessas crianças vive no sul da Ásia e na África subsaariana.
A pobreza nem sempre está longe, números preocupantes nos lembram que hoje 30 milhões de crianças estão crescendo na pobreza nos países mais ricos do mundo.

Na França, um relatório recente do CESE * apresenta cerca de vinte recomendações que permitirão erradicar a pobreza extrema até 2030. Muitas áreas estão preocupadas: habitação, saúde, educação, trabalho, proteção social, estabelecimento de uma renda mínima garantia social…

Além das intenções apresentadas neste relatório, é de fato uma organização da sociedade e da economia baseada na justiça social e na distribuição justa de riqueza que devemos trabalhar, e é isso que nos convida especialmente neste dia internacional.

A Federação Francesa da Ordem Maçônica Mista Internacional DIREITO HUMANO, através dos valores e princípios fundamentais consagrados em sua Constituição Internacional, está comprometida com a solidariedade, a justiça social e o respeito aos direitos humanos.
Dá total apoio aos atores sociais e a todas as organizações que trabalham pelo progresso social, ajudando diariamente as pessoas em dificuldade a reivindicar seus direitos e a recusar a estigmatização de que são vítimas. Considera também necessário preservar e desenvolver todas as estruturas públicas que contribuam para reduzir as desigualdades sociais.
Este ano, todas as nossas lojas simbólicas optaram por trabalhar em busca de propostas destinadas a reduzir a pobreza por mais justiça social.

As mulheres e os homens da Federação Francesa de DIREITO HUMANO convocam cada um a participar deste dia e prolongar seus efeitos. As crianças são o futuro da humanidade; não podemos e não devemos permitir que nenhum deles sofra pobreza ligada a um modelo social e econômico que atue apenas no interesse de uma minoria.

Por fim, estamos muito satisfeitos que o prêmio “Economia em memória de Alfred Nobel” tenha sido concedido a três pesquisadores que introduziram uma nova abordagem para obter respostas confiáveis ​​sobre a melhor maneira de reduzir a pobreza no mundo.

Federação Francesa da Ordem Maçônica Mista Internacional DIREITO HUMANO

  • Combate à pobreza extrema – relatório do CESE
  • LEIA O TEXTO ORIGINAL AQUI
Anúncios