por Emanuel Cancella

Veja o vídeo desta matéria:

Moro, mais sujo que pau de galinheiro, levantou a bola para seus oponentes quando culpou o STF pelo aumento, no seio da sociedade, da percepção de corrupção.
Brilhantemente, o jornalista Reinaldo de Azevedo respondeu: “A percepção de corrupção aumenta porque ele não combate a milícia, o caso Queiroz e o laranjal” (1). Reinaldo esqueceu-se dos 39 kg de cocaína e do Itaipu Gate.
Moro age como um artista,“Tira onda”, como se diz na periferia.
Moro transformou a Polícia Federal e a Lava Jato em milícias anti-PT, pró- PSDB e agora, na blindagem, adotou o clã Bolsonaro.
Lógico, Moro tem costa quente, pois tem a Globo para protegê-lo. Só não sei até quando, pois um dos que foi queridinho da Globo, o ex-presidente Fernando Collor de Mello tem enviado recados ao governo Bolsonaro que servem também para Moro.
Vale lembrar que a Globo não tem amigos, tem negócios.
Uma parte da mídia, Folha, Veja e Band até ensaiaram abandonar Bolsonaro e Moro, mas a Globo mantém o apoio até porque a Globo foi cabeça do Fora-Dilma, que nos trouxe o golpista Michel Temer e Bolsonaro.
A Globo não sabe a quem apoiar neste momento por isso hesita em abandonar Bolsonaro, Moro e companhia.
A Globo golpista é que patrocinou também a prisão de Lula e sempre quer destruir o PT.
Mas Lula, a Jararaca, está de volta, com sede de democracia e com disposição hercúlea para combater o fascismo de Bolsonaro,o lavajatismo de Moro e mira na Globo:
Não ousem me comparar ao presidente que eles escolheram. Jamais ameacei e jamais ameaçaria cassar arbitrariamente uma concessão de TV, mesmo sendo atacado sem direito de resposta e censurado como sou pelo jornalismo da Globo” (2).
A Globo criou, com seu antipetismo, o “Caçador de Marajá” com Collor e criou o “Mito” Bolsonaro.
O caçador de marajá ia colorir o Brasil e depois, atendendo ao apelo de Collor, no auge do Collorgate, o povo colocou não a bandeira verde e amarela na janela que ele pedira, mas sim a bandeira preta, e a Globo, não só abandonou  Collor como foi cabeça de seu impeachment.
Talvez esse seja o recado subliminar que Collor tenha tentado passar para Bolsonaro. Brizola foi o único que se insurgiu contra a CPI que resultou na queda de Collor, quando disse “Por mim a CPI não saía”. Brizola, na verdade, cobrava uma autocrítica da Globo em relação a Collor.
No Brasil, existe uma indústria do impeachment e a Globo é useira e vezeira desse expediente que usou contra Collor e contra a Dilma.  Para os golpistas, como a Globo, o afastamento de um governante não precisa de motivação, basta uma maioria e pronto.
Mas voltando ao título da matéria, Moro pisou na jaca quando prendeu Lula, sem provas, na véspera da eleição, num claro intuito de beneficiar Bolsonaro, de quem ganhou o ministério da Justiça e ainda a promessa de ser indicado ministro do STF.
Moro, com essa atitude, contrariou vários apoiadores.

Como se diz na periferia: “Malandro demais se atrapalha!”.


Em tempo, Inscreva-se em meu canal e compartilhe o vídeo, o Twitter e o blog e, deixe um comentário.

Fonte: 1 – https://www.brasil247.com/midia/reinaldo-detona-moro-e-diz-que-a-percepcao-de-corrupcao-aumenta-porque-ele-nao-combate-a-milicia-o-caso-queiroz-e-o-laranjal

2 – https://www.brasil247.com/poder/lula-manda-recado-para-a-globo-jamais-cassaria-arbitrariamente-uma-concessao

Rio de Janeiro, 12 de dezembro de 2017.

Autor: Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, ex-presidente do Sindipetro-RJ, fundador e ex diretor do Comando Nacional dos Petroleiros, da FUP e fundador e coordenador da FNP , ex-diretor Sindical e Nacional do Dieese, sendo também autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro” que pode ser adquirido em:

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1163280532-livro-a-outra-face-de-sergio-moro-_JM?quantity=1.

OBS.: Artigo enviado para possível publicação para o Globo, JB, o Dia, Folha, Estadão, Veja, Época entre outros órgãos de comunicação.

(Esse relato pode ser reproduzido livremente)

Meus endereços eletrônicos:

http://emanuelcancella.blogspot.com.

https://www.facebook.com/emanuelcancella.cancella

Por Emanuel Cancella às 17:48:00

Anúncios