Pressão internacional que levou o governo Jair Bolsonaro a condenar oficialmente a invasão da embaixada da Venezuela em Brasília por opositores do governo Nicolás Maduro levou interlocutores brasileiros a aconselharem o autoproclamado presidente, Juan Guaidó, a manter distância dos invasores.

O movimento de ocupação de embaixadas da Venezuela ao redor do mundo tem ligação com Guaidó, e ele não esperava que o governo brasileiro fosse ter a reação que teve, condenando a invasão — como a nota emitida pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que falou em “invasão” e pregou a retirada do grupo”, diz o texto da reportagem.

(Foto: Sputnik / Ana Cubillos)

Fonte: Brasil 247

Anúncios