Ele que já negou que exista racismo no Brasil, usou as redes sociais para dizer que o isolamento imposto para impedir o avanço do coronavírus é uma “imbecilidade” e “precisa ser suspenso imediatamente

Seguindo a linha de Jair Bolsonaro, o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Nascimento de Camargo, que já negou que exista racismo no Brasil, usou as redes sociais para minimizar o risco do coronavírus, que já contaminou e matou milhares e pessoas em todo o mundo. Segundo ele, o isolamento – medida apontada pelas autoridades de saúde como a mais eficiente para evitar a propagação da covid-19 –  é uma “imbecilidade” e “precisa ser suspenso imediatamente”.
“Confinaram 99% da população em casa para vencer um vírus que mata em torno de 1% dos infectados. O isolamento, exceto para os que são do grupo de risco, precisa ser imediatamente suspenso. É a maior imbecilidade da história da humanidade! Ao trabalho, brasileiros!”, escreveu ele no Twitter. Ainda segundo Camargo, “a esquerda usa o coronavírus como atalho para transformar o Brasil numa Venezuela. Não permitiremos!“.

Fonte: Brasil 247

Anúncios