Veja faz parceria com The Intercept e Folha para divulgar conteúdo da Vaza Jato

O The Intercept Brasil anunciou parceria com a Folha na semana passada

O editor executivo do Grupo Editorial Record, Carlos Andreazza, afirmou, no início da tarde desta quinta-feira (27), que “a revista Veja se integrará ao grupo – que já tem a Folha – que divulgará o conteúdo administrado pelo Intercept”.

Carlos Andreazza

Acabo de informar, no @programapanico, que a revista Veja se integrará ao grupo – que já tem a Folha – que divulgará o conteúdo administrado pelo Intercept. É oficial.


Andreazza também é colunista do jornal O Globo e comentarista da rádio Jovem Pan.
O The Intercept Brasil anunciou parceria com a Folha na semana passada. De acordo com o editor da Fórum, Renato Rovai, “o acordo editorial entre a Folha de S. Paulo e o The Intercept Brasil se tornou a bala de prata contra a linha argumentativa adotada pelo ministro Sérgio Moro e os procuradores da Lava Jato.
Na sabatina da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Moro repetiu a exaustão as palavras sensacionalismo e sensacionalista (exatas 34 vezes) para desacreditar as reportagens do The Intercept. Ao mesmo tempo afirmou que elas haviam sido hackeadas de forma criminosa e questionou a autenticidade das mesmas.
Ao mesmo tempo a rede morista e bolsonarista propagou por aplicativos a versão de uma grande armação que teria começado com a venda do mandato de Jean Wyllys para David Miranda, marido do editor do The Intercept Brasil, Glenn Greenwald. Uma história que passava por Putin, os donos do Telegram e, claro, pelo PT. Que teria mandado Dilma Rousseff e Gleisi Hoffmann, entre outras maluquices, para um encontro na Rússia, onde toda a operação teria sido sacramentada.
Mas uma simples busca por nomes de repórteres da Folha que haviam trocado mensagens com procuradores e com Moro, quando ele era juiz, jogou toda a teoria da conspiração para o lixo da história.”

Anúncios