Em carta ao embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, parlamentares do PT, PCdoB, PSOL, PSB, PDT e Rede pedem que o governo estadunidense esclareça as condições em que foi cedida a entrada de Abraham Weintraub nos EUA e em qual status ele permanece no país

Seis partidos de oposição na Câmara – PT, PCdoB, PSOL, PSB, PDT e Rede – encaminharam nesta terça-feira (23) uma carta ao embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd C. Chapman, em que denunciam a entrada possivelmente irregular do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub nos Estados Unidos.
Os deputados oposicionistas relatam no documento a viagem do ex-ministro com passaporte diplomático, embora já não tivesse mais o status de membro do governo Bolsonaro, e manifestam preocupação com a possibilidade de ele ter fugido para os EUA a fim de se esquivar de processo movido pelo Supremo Tribunal Federal (Inquérito Criminal 4.871) sobre a criação e distribuição sistêmica de Fake News.
Pedimos que a embaixada americana e o Departamento de Estado dos Estados Unidos clarifiquem as condições em que foi cedida a entrada de Weintraub nos EUA e em qual status ele permanece no país, tendo em vista que não mais representa o governo brasileiro, nem qualquer órgão internacional”, afirma a oposição.
Abraham WeintraubAbraham Weintraub (Foto: Reprodução/Twitter)

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Anúncios